CAMPEONATO NACIONAL ABSOLUTO DE ORIENTAÇÃO PEDESTRE 2010: COC VENCEU NO SECTOR MASCULINO!

No passado fim-de-semana de 22 e 23 de Maio de 2010, o Clube de Orientação do Centro participou no II Open de Orientação Pedestre de Sesimbra, prova aberta a federados e não federados, que integrou o Campeonato Nacional Absoluto e o Campeonato Universitário, numa organização do G. D. U. Azoia, sob a supervisão da Federação Portuguesa de Orientação, com o apoio, entre outros, da Câmara Municipal de Sesimbra.

A competição contou também para o Ranking da Taça de Portugal de Orientação Pedestre. O evento constou de dois percursos competitivos (apuramento e final) e uma prova aberta (3ª Nocturna de Sesimbra). Para além dos percursos competitivos estiveram disponíveis vários percursos abertos (OPT- Orientação Para Todos).

Colectivamente, o COC ganhou no sector masculino. Abaixo encontra-se a fotografia dos atletas campeões!

Em cima (esqª para a dirª): Paulo Franco, Tiago Romão, Joaquim Sousa e Gildo Silva; em baixo: André Ramos

As provas decorreram no concelho de Sesimbra em 2 mapas novos. A prova de Sábado (apuramento) decorreu a Leste de Sesimbra e a prova de Domingo (Final) decorreu a Oeste de Sesimbra (ver figura abaixo).

A prova de Apuramento (Sábado) foi efectuada num mapa (Sesimbra Nascente) à escala 1/7.500 (equidistância de 5 metros). O terreno caracterizou-se pelo relevo acentuado, elementos rochosos, falésias intransponíveis, áreas abertas com pormenores de vegetação, pequenos bosques de pinheiro e zonas com vegetação rasteira. O piso pedregoso, os grandes declives e o calor que se fez sentir exigiram bastante do ponto de vista físico aos atletas (5700 metros de distância, com 350 metros de desnível acumulado, no sector masculino).

Mapa da Prova de Apuramento de Joaquim Sousa (COC)

A Final (Domingo) foi disputada num mapa (Fornos – Sesimbra) à escala 1/10.000 (equidistância de 5 metros).  O terreno caracterizou-se por relevo acentuado e bem definido, áreas abertas com pequenos bosques, áreas de floresta de pinheiro e eucalipto com alguma vegetação rasteira. Apesar de não estar tanto calor como no dia anterior, o solo muito seco associado à distância (10500 metros, com 535 metros de desnível acumulado, no sector masculino) não se revelaram fáceis para os finalistas.

Mapa de Joaquim Sousa (COC)

Mapa da Final de Joaquim Sousa (COC)

Dos 6o atletas apurados para a Final Masculina, 11 foram do COC, com as seguintes classificações individuais:

3º Joaquim Sousa
4º Tiago Romão
7º Paulo Franco
14º  Gildo Silva
21º André Ramos
31º Albano João
48º Mário Santos
50º Sérgio Junqueira
51º José Bernardo
54º Tiago Brito
55º André Cardeira

Colectivamente, no sector masculino, os atletas do COC, Joaquim Sousa, Tiago Romão, Paulo Franco, Gildo Silva e André Ramos contribuiram para a vitória final, com um total de 444,9 pontos.

Das 29 atletas apurados para a Final Feminina, 4 foram do COC, e obtiveram as seguintes classificações individuais:

3º Patrícia Casalinho
7º Catarina Ruivo
19º Inês Domingues
23º Isabel Monteiro

No escalão feminino, a lesão da atleta Andreia Silva logo na prova de apuramento retirou as possibilidades de disputar o título colectivo, dado serem necessárias 5 atletas a pontuar, o que não aconteceu. À Andreia desejamos rápidas e completas melhoras.

Para aceder a todos os resultados, clicar aqui e aqui.

Para ver fotografias da prova de apuramento, clicar aqui e aqui.

– – – – – – – – – –

Artigo por Mário Santos

Uma Resposta

  1. ILCO Says:

    Permitam-me os campeões mas também com um FDS brutal esteve o Gabriel Braz… valente mesmo!

Deixe um comentário

Nota: A moderação de comentários está activa, o que vai atrasar a sua publicação. Não há necessidade de re-enviar o seu comentário.