COC nos 5 dias de Espanha

O Clube de Orientação do Centro fez-se representar por 23 atletas, maioritariamente jovens, na prova “5 dias de Espanha” que decorreu na montanha Palentina, mais concretamente nas imediações da povoação de Guardo, a sul dos Picos da Europa, entre os dias 20 e 26 de Agosto.

Esta é já uma saudável tradição no COC, que ano após ano, tem encontrado nas férias de Verão um evento com qualidade técnica, para que os seus jovens tenham contacto com terrenos diferentes dos que encontramos em Portugal, trabalhando diversas vertentes da orientação, procurando sempre o fortalecimento do espirito de grupo e o desenvolvimento da colaboração, cooperação e responsabilização de cada um e o seu impacto e importância no seio do grupo e na dinâmica de continuidade e crescimento do clube.

A competição consistia em 5 etapas, duas etapas de distância longa, duas etapas de distância média e uma etapa de sprint de floresta.

As primeiras 2 etapas, longa e média, foram disputadas em terreno aberto e de boa progressão em corrida, com boa visibilidade, a longa mais física e a média mais técnica e desafiante.

A terceira etapa foi um sprint em floresta, em que, face ao cenário da arena, se esperava um terreno muito técnico e rochoso. Contudo o terreno era muito plano e o sucesso passava muito pela navegação em azimute e uma rápida interpretação da vegetação.

Vista da Arena para a meseta do Sprint

A quarta etapa foi uma longa, na plenitude do seu conceito ou seja, uma verdadeira escolha de opções, geralmente e como mandam as regras a pior pela red line. Ora tendo vindo de 3 etapas onde se navegava na red line, foram vários aqueles que comprometeram o tempo final, pois não fizeram boas escolhas de opções num terreno muito verde, de difícil progressão e onde por vezes a cartografia deixava dúvidas, ou pelo menos, dificuldade em perceber as vegetações menos transponíveis das mais transponíveis.

A ultima etapa e para logo deixar saudades, foi uma média num terreno que na opinião geral foi o mais desafiante, o mais bonito, em resumo aquele que obrigava a uma permanente ligação mapa/terreno e a uma cuidada navegação. Foi mesmo o que se diz na gíria “fechar com chave de ouro”.

Vista geral da Arena para o terreno da prova

Mapa da 5ª e derradeira etapa

No final de cada etapa e antes do merecido e desejado jantar, quase sempre elaborado com mestria e qualidade sob a batuta do CHEFE RAFAEL (a confirmação de mais um grande atributo do treinador, atleta e Homem) que contava com um bom conjunto de ajudantes, tinha lugar a reunião técnica onde se debatia no global e individualmente o percurso do dia e se preparava a etapa seguinte.

 

Ao fundo a cozinha onde tudo se preparava

Momento para repor energias

As tardes, já livres da competição, bem como o dia de descanso, foram aproveitadas para conhecer as montanhas, cascatas, rios e barragens da zona, excelentes locais para relaxar e recuperar do esforço entre provas.

Os atletas estiveram à altura do desafio, mostrando boas provas e resultados. De destacar as vitórias de Rodrigo Oliveira (H16) na primeira etapa, de Helena Lima (D20) nas primeira e terceira etapas, o terceiro lugar na geral de Catarina Castelão (D21A) e o segundo e terceiro lugares na geral de Isabel Monteiro e Luísa Mateus (D55), respectivamente.


Cerimónia diária a premiar vencedores cada escalão, aqui com o Rodrigo e a Helena

Catarina Castelão no 3º lugar da geral em D21A

Isabel e Luísa (Sara na foto) 2ª e 3ª em D55

Um reconhecido obrigado aos adultos presentes que ajudaram diariamente nas tarefas desta digressão desportiva. Contudo e sem tirar mérito a nenhum dos COC’s crescidos, não podemos deixar de destacar a “mãe” Teresa e a “comandante” Catarina, que tão bem planearam e prepararam a digressão e no terreno coordenaram e articularam os pupilos…!!!

Parabéns a todos pelos resultados e vamos procurar no calendário de 2019 o local de eleição para replicar esta actividade.

Agora é tempo de voltar aos treinos, às aulas, retomando a rotina diária, onde o treino tem lugar reservado para melhor enfrentar o ultimo trimestre da época desportiva.

Texto de Manuel Oliveira & Carlos Monteiro

Deixe um comentário

Nota: A moderação de comentários está activa, o que vai atrasar a sua publicação. Não há necessidade de re-enviar o seu comentário.