Jun 28

Por terras do Magriço tiveram lugar os Campeonatos Nacionais de Sprint (CNS) e Distância Longa (CNDL) a 21/22 Junho. Em mapas novos disputaram-se as três etapas: duas em traçado urbano para o CNS (em Beselga e Penedono) e no Domingo na Serra do Sirigo-Beselga. Com a participação total de pouco mais de 300 atletas, mais uma vez o COC foi o Clube mais representativo, ultrapassando os 50 inscritos. Leia o resto do artigo »

Jun 16

PreO_Ponto

Numa organização a cargo do COC disputou-se o Campeonato Nacional de PreO na sua segunda edição e pela primeira vez a apurar o título colectivo.

O COC que põe no terreno pela 3ª vez uma prova desta disciplina da Orientação, assumiu o desafio de preparar e montar um evento que dignificasse a modalidade, a disciplina e que guindasse o COC para níveis que coloca na suas múltiplas organizações.

Leia o resto do artigo »

Jun 16

1ºsmapas

Foi com percursos traçados de forma exímia e inovadora que se realizou o 16ª GP de Orientação do RA4, nas matas nacionais de Quiaios, no dia 14 de Junho de 2014.

A parceria entre o COC e o Regimento de Artilharia nª 4, de Leiria, permitiu a realização de mais um excelente evento de Orientação, numa prova integrada na Taça de Portugal de Orientação Pedestre 2014 e que, em simultâneo, apurou os Campeões Nacionais Universitários (atribuição da FADU).

Leia o resto do artigo »

Jun 3

O COC – Clube de Orientação do Centro deslocou-se à zona da Tocha (Cantanhede) neste fim-de-semana, 31 maio e 1 de junho, para disputar os campeonatos nacionais de distância média e de estafetas com uma comitiva de 63 atletas. Pela primeira vez, no dia 31 de maio à tarde, realizou-se o Campeonato Nacional de TempO.

Inês DominguesInês Domingues 1ª Campeã Nacional de TempO / Foto Orientovar – Joaquim Margarido

Leia o resto do artigo »

Jun 3

No dia 27 de Maio, a estagiária do COC, Cristiana Maranhão, organizou uma “Ori-Malmequeres”. “Os Malmequeres” é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), que tem como objetivo “a integração dos seus clientes, através do reconhecimento (por si e pelos outros) do valor que tem o seu trabalho; a mudança de mentalidade.” Estas IPSS tem 17 jovens deficientes mentais (8 sexo masculino e 9 do sexo feminino), a partir dos 16 anos com deficiências do tipo média e do tipo severa.

Ori Malmequeres

Leia o resto do artigo »