COC CLASSIFICOU-SE EM 2º. LUGAR NO PORTUGAL “O” MEETING 2009 (POM 2009)

De 21 a 24 de Fevereiro de 2009, decorreu, na região de Mora e Pavia, o Portugal “O” Meeting 2009, evento pontuável para o Ranking Nacional de Orientação Pedestre que, anualmente, atrai mais atletas estrangeiros ao nosso país.

Este evento desportivo, que teve a sua organização a cargo do Clube Português de Orientação e Corrida (CPOC), sob a supervisão da Federação Portuguesa de Orientação e com a colaboração da Câmara Municipal de Mora, decorreu em terrenos típicos alentejanos, a permitir a corrida rápida, com muitos detalhes de relevo e de vegetação, a dificultar a acção dos participantes, em particular na 2ª. metade do evento (com mapas mais técnicos, pela quantidade de detalhes rochosos).

O POM 2009 contou com 4 etapas, uma delas (a do dia 22) pontuável para o Ranking Mundial (WRE – World Ranking Event) de Orientação Pedestre, distribuídas do seguinte modo:

– 21 Fev (Sáb): Prova de Distância Média na Floresta Nacional do Cabeção, na faixa de terreno a Este e contígua ao Fluviário de Mora, com relevo médio (algum desnível) e sem detalhes rochosos;

– 22 Fev (Dom): Prova de Distância Longa, pontuável para o Ranking Mundial, na região de Brotas – Torre das Águias (Serra de Briços), em terreno de montado alentejano com azinheiras e sobreiros, desnível médio, muitos pormenores de relevo e poucos detalhes rochosos;

– 23 Fev (Seg): Prova de Distância Média em Pavia (Remendo / São Miguel), com terreno de montado alentejano, com pormenores de relevo, detalhes rochosos e de vegetação, permitindo corrida fácil;

– 24 Fev (Ter): Prova de Distância Intermédia em Pavia (Casas Velhas / Caeira), em terreno de montado alentejano com pouco relevo, bastantes detalhes rochosos, alguns pormenores de vegetação e permitindo corrida fácil.

A organização do evento disponibilizou ainda duas provas extra-competição, nomeadamente uma prova de Sprint nocturno realizada na vila do Cabeção (na noite de 21 Fev), …

… assim como um OriShow, no campo de futebol da mesma vila do Cabeção (23 Fev).

O evento contou com um total de 1356 atletas inscritos, em representação de 257 clubes nacionais e estrangeiros, sendo 640 atletas portugueses e 716 atletas estrangeiros, o que atesta bem do nível participativo desta competição.

O COC fez-se representar com uma delegação de 59 atletas, sendo o 3º. Clube com mais participantes, logo a seguir ao GafanhOri (65) e ao Ori-Estarreja (61) e, no conjunto dos 4 dias do evento, classificou-se em 2º. Lugar com 6311,9 pontos, a seguir ao Grupo Desportivo 4 Caminhos (com 6720,2 pontos) e à frente do Ori-Estarreja (com 6144,1 pontos).

Esta classificação deveu-se sobretudo às melhores prestações competitivas do Grupo Desportivo 4 Caminhos nos escalões de Jovens e Seniores, com o COC a levar a melhor nos escalões de Veteranos. Habituado às vitórias, o 2º. Lugar não era o ambicionado, mas num conjunto de 257 equipas, este não deixa de ser um resultado colectivo a merecer destaque.

Sendo um evento de 4 dias, onde a pontuação final individual resultava da soma de pontos no conjunto desses dias, esta foi sobretudo uma prova onde os atletas regulares tiraram vantagem. A elevada concorrência (em número e qualidade) nacional e, sobretudo, estrangeira, não permitiu resultados individuais ao nível do pódio, tendo o COC valido essencialmente pelo seu conjunto.

Esta concorrência é importante pois ela veio demonstrar que, em termos competitivos, o panorama nacional da Orientação Pedestre tem ainda uma grande margem de progressão, aspecto que se converte exactamente no enorme atractivo e desafio que este desporto coloca, mesmo àqueles que já o praticam há algumas dezenas de anos.

Mas apesar desta constatação, merecem particular grau de destaque, pelo significado e importância relativa destas classificações, os seguintes atletas do COC:

Inês Domingues – 5ª. classificada em Damas 15 (2ª. melhor portuguesa)

(Fotografia de Joaquim Margarido)

Joaquim Sousa – 10º. Classificado em Homens Elite (melhor português entre 167 atletas)

(Fotografia de Jorge Dias)

Patrícia Casalinho – 25ª. classificada em Damas Elite (3ª. melhor portuguesa em 94 atletas)

(Fotografia de Jorge Dias)

Anabela Vieito – 5ª. classificada em Damas 35 (melhor portuguesa)

(Fotografia de Jorge Dias)

Luís Tenreiro – 7º. Classificado em Homens 40 (2º. Melhor português)

(Fotografia de Paulo Fernandes)

Luísa Mateus – 7ª. Classificada em Damas 45 (Melhor portuguesa)

(Fotografia de Paulo Fernandes)

Albano João – 12º. Classificado em Homens 50 (Melhor português)

(Fotografia de Paulo Fernandes)

Isabel Monteiro – 7ª. Classificada em Damas 50 (Melhor portuguesa)

(Fotografia de Joaquim Margarido)

Artigo por Mário Santos

Uma Resposta

  1. Paulo Franco Says:

    Mt bom o artigo!
    Bem formatadinho e tudo! 🙂 Obrigado.

    Parabéns!

Deixe um comentário

Nota: A moderação de comentários está activa, o que vai atrasar a sua publicação. Não há necessidade de re-enviar o seu comentário.