POM 2011 – COC no 2º lugar colectivo

Excelente jornada de Orientação

O COC conquistou o 2º lugar colectivo no POM 2011 a apenas 305,7 pontos do ADFA que venceu colectivamente esta grande jornada da orientação, que é bem mais internacinal do que nacional. Atrás do COC classificou-se a Selecção Nacional Filandesa.

O POM decorreu entre 5 a 8 de Março de 2011 nos Concelhos de Alter do Chão, Crato e Portalegre.

Numa organização de grande qualidade levada a cabo pelo Grupo Desportivo 4 Caminhos –  GD4C, marcaram presença em Portugal muitos e sonantes nomes da orientação mundial, num total a rondar os 1.800 atletas dos quais cerca de 1.200 estrangeiros em representação de 28 Paises.

Que nos perdoem as outras modalidades, mas sem vaidades, arriscamos afirmar que nenhuma outra modalidade trás tantos e tão bons atletas a Portugal como a Orientação o tem feito.

O POM é hoje sem duvida um evento de excelencia mundial, bastante apetecido pelos praticantes da orientação dos 4 cantos do mundo e que encontram em Portugal muitos (se não todos) os ingredientes para a pratica da orientação desde a alta competição, passando pela participação ludica ou pelo mero passeio turistico, com as vantagens para a economia nacional nos dias que correm.

O COC sente-se orgulhoso por ter uma contribuição activa neste actual elevado padrão organizativo nacional, com as suas organizações no POM 2002 e 2010, a que junta outras suas organizações de cariz internacional.

Passando à competição propriamente dita, esta decorreu em terrenos típicos de montado Alentejano, muito apelativos à rápida progressão em corrida,  com muitos pormenores de elementos característicos rochosos, de relevo e de vegetação, a dificultar a acção dos participantes, em particular na terceira e quarta etapa (com mapas mais técnicos, pela quantidade de detalhes rochosos).

O COC fez-se representar por uma comitiva de 67 atletas distribuídos pelos mais variados escalões.

Entre as etapas há sempre tempo para conhecer algo novo

Devido à grande afluência de atletas do escalão Homens Elite, este POM teve a particularidade de incluir pela primeira vez a criação do escalão Homens Super Elite, onde os 100 melhores classificados no ranking da federação internacional (IOF) foram colocados neste escalão. Os atletas do COC Joaquim Sousa e Paulo Franco tiveram a honra de competiram neste prestigiado escalão de Super Elite.

Tratando-se de um evento de 4 dias, onde a pontuação final individual resulta da soma de pontos angariados nas quatro etapas da competição, esta é sobretudo uma prova de regularidade. Ainda assim alguns atletas do COC conseguiram resultados de destaque, conseguindo lugares de pódio nas várias etapas bem como bons resultados na classificação final.

A primeira etapa foi constituída por uma prova de distância longa que decorreu no mapa da Coudelaria Real de Alter a mais antiga coudelaria do mundo. Dos atletas do COC, destaque para os terceiros lugares de João Bernardino em M13 e Sara Roberto em W13, estes os melhores portugueses na etapa inaugural nos seus escalões.

Mapa Coudelaria de Alter com o percurso Homens Super Elite

No segundo dia o POM deslocou-se até ao Crato, mais precisamente a Couto de Arnela para a realização de uma prova de distância média. João Bernardino voltou a ser o melhor português no seu escalão concluindo a prova em 2º lugar da geral. Destaque ainda para a vitória nesta etapa de Cátia Marques no escalão W21B.

Mapa de Couto da Arnela com o percurso Damas Elite

Para o terceiro dia, com a prova a contar para o World Ranking Event (WRE), o cenário escolhido foi o mapa de Entre Ribeiras e Coutadas, com uma arena bastante apelativa e um mapa e percurso de distância média bastante desafiante para a prática da modalidade. Mais uma vez João Bernardino voltou a ser o melhor português do seu escalão desta feita classificando-se assim em 3º lugar do seu escalão.

Percurso WRE Homens Super Elite com as opções de Joaquim Sousa

Para fechar com chave de ouro este POM, usando uma área mais a oeste que na véspera, disputou-se no mesmo mapa da etapa anterior uma prova de distancia longa, onde o terreno pesado e as zonas mais técnicas puseram à prova toda a capacidade física dos atletas já desgastados por 3 etapas e o seu discernimento e lucidez para a interpretação técnica da leitura de mapa e tomadas de decisão.

Percurso Damas Elite com as opções de Andreia Silva

Este POM incluiu ainda uma prova de sprint nocturno que se realizou na cidade de Portalegre e um Trail-o (prova de orientação de precisão vocacionada para pessoas com deficiência motora) realizado na Herdade da Lage do Meio dia.

No final o COC alcançou um meritório 2º lugar por equipas. E como juntos somos mais fortes, e a força do COC reside no trabalho e prestação de todos os atletas, ficam aqui as classificações finais dos COCistas presentes no POM 2011:

M13: João Bernardino 3º classificado (melhor Português), Samuel Silva 7º,  Francisco Bolrão 14º e Bernardo Filipe 21º classificado;

W13: Sara Roberto 2ª classificada (melhor Portuguesa) e Camila Coelho 7ª Classificada;

M15: António Ferreira 11º classificado, Gabriel Braz 18º e Pedro Roberto 22º;

W15: Diana Silva 10ª classificada;

M17: Leandro Silva 28º classificado;

W17: Inês Domingues 12ª classificada (melhor Portuguesa);

M20: André Cardeira 26º classificado e Pedro Ramos 48º;

MSE: Joaquim Sousa 33º (3º melhor Português) e Paulo Franco 62º;

ME: Nelson dos Santos 34º (3º melhor Português), Mário Silva 46º, Gildo Silva 79º, André Ramos 81º e Sérgio Junqueira 87º;

WE: Catarina Ruivo 31ª (2ª melhor Portuguesa), Andreia Silva 36º (3ª melhor Portuguesa) e Patrícia Casalinho 64ª;

M21A: Nuno Ferreira 32º, Tiago Brito 54º, Daniel Marques 67º, José Jordão 80º, Frederico Costa 86º, Duarte Santo 92º e Ricardo Serra 94º;

W21A: Cláudia Garcia Monteiro 31ª Classificada, Marisa Barroso 41ª e Jandira Peres 52ª;

M21B: Jorge Almeida 49º classificado;

W21B: Cátia Marques 3ª classificada (Melhor Portuguesa), Susana Domingos 18ª e Cristiana Cunha 19ª;

M35: ToZé Silva 19º classificado e Luís Monteiro 31º;

W35: Isabel Oliveira 18ª classificada;

M40: Jorge Oliveira, Jorge Silva e José Bernardo 18º, 19º e 20º  respectivamente, Luís Tenreiro 30º, Hélder Ferreira 34º, Rui Roberto 46º, Ilídio Coelho 52º,Leonel Vieito 54º e Luís Miguel Pereira 63º;

W40: Anabela Vieito 6ª classificada e melhor portuguesa no escalão e Rosário Barros 21º;

M45: Mário Santos 29º classificado, José Bolrão 50º e Horácio Braz 74º;

W45: Luísa Mateus 6ª classificada e melhor Portuguesa;

M50: Carlos Monteiro 40º, Manuel Domingues 43º, António Bastos 63º e Albano João 69º;

W50: Isabel Monteiro 19ª classificada e Palmira João 21ª, segunda e terceira Portuguesa;

M55: Carlos do Vale 80º classificado;

Promoção 1: André Roberto 23º classificado;

Reforçando a força do COC ficam agora um conjunto de fotos que falam por si só. Felizmente não estão todos aqui. Qualquer legenda aqui colocada nunca conseguiria expressar o orgulho no trabalho que vem sendo desenvolvido pela Escola de Orientação do COC, assente na Direcção do clube e nos pais destes jovens e dos outros cujas fotos não estão aqui.

O COC volta á competição no próximo fim de semana para disputar o 2º Meeting Internacional de Arraiolos com uma etapa pontuável para o ranking mundial – WRE.

 

 

 

Uma Resposta

  1. Mário Santos Says:

    Parabéns ao COC pela participação no POM e pelo artigo.

    Um abraço a todos.

    Mário

Deixe um comentário

Nota: A moderação de comentários está activa, o que vai atrasar a sua publicação. Não há necessidade de re-enviar o seu comentário.