Estágio 3 – Leiria – Dez 2008

ESTÁGIO NATAL DO COC 2008 PARA O GRUPO DE ALTO RENDIMENTO

Realizou-se entre os dias 26 e 30 de Dezembro de 2008 o estágio de natal para o grupo de alto rendimento do COC na vertente orientação pedestre.
O estágio teve como sede os Bungalows da Burinhosa que serviu de base ao alojamento, alimentação e palestras fim do dia (após jantar).
O transporte dos atletas foi assegurado por 2 carrinhas do nosso cube.
Os atletas do nosso clube que se fizeram representar foram:
Patrícia Casalinho – Faltou à sessão do dia 29 e dia 30 por se encontrar doente (gripe).
Catarina Ruivo – Faltou à sessão do dia 26 e 27, por motivos escolares.
Andreia Silva.
Ricardo Oliveira – Faltou à sessão do dia 30 por se encontrar doente (gripe).
Celso Moiteiro – Faltou à sessão do 26, dia 29 e dia 30, por motivos profissionais.
André Ramos.
André Cardeira.
Gildo Silva.
Mário Silva.
Paulo Franco.
Joaquim Sousa.
Tiago Romão.

Como responsáveis do COC tivemos o Albano João e o Hélder Ferreira.

Como programador e orientador do estágio tivemos o seleccionador da selecção da republica Checa o Sr.: Radek. Como coordenador e elo de ligação entre o grupo e o seleccionador tivemos o Bruno Nazário.
Como ajudantes de colocação de pontos, tivemos o Nuno Ferreira, Luís Tenreiro e Tó Zé Silva.
Além do nosso clube e como parceiros neste projecto, tivemos atletas o Ori Estarreja e do CPOC. Tivemos ainda a presença de três atletas do ADFA, via FPO.
O estágio propriamente dito foi composto, por:

DIA 26 – 15,00 Horas: Mapa da Praia das Paredes 1/10000
Sessão A: Percurso sobre a linha – 2.3 km – Foi necessário levar caneta para identificar os pontos colocados ao longo da linha.
Sessão B: Caça ao tesouro – 3.8 km – Foi necessário levar caneta para identificar o local dos pontos que entretanto iam sendo identificados numa área restrita do mapa.
Sessão C: Super Sprint na distância de 1.5 km.
Após jantar: Balanço do treino do dia e definição de objectivos para o dia seguinte.

DIA 27 – 10.00 Horas: Mapa de Pedreanes 1/10000
Sessão A: Prova de apuramento em distância média. Percurso em linha com 3.1 km para os homens e 2.5 km para as mulheres / jovens.
Sessão B: Final em distância média. Prova em linha. Para a final A o percurso tinha 4.9 km e a para a final B tinha 3.6 km.

DIA 27 – 15.00 Horas: Mapa da Vieira 1/10000
Sessão A: Treino de memória – Os atletas tinham de se deslocar de um ponto par o outro em memorização (sem olhar para o mapa). Percurso de 1.6 km.
Sessão B: Treino em mapa circular. O mapa tinha a forma de um círculo, sem meridianos e só com curvas de nível. O percurso tinha 2.7 km.
Sessão C: Prova de Sprint. Prova em sprint na floresta em mapa à escala 1/4000 e com a distancia de 2.4 km.
Após jantar: Balanço do treino do dia e definição de objectivos para o dia seguinte. Debate.


DIA 28 – 10.00 HORAS: Mapa da Vieira 1/10000
Apuramento para a prova da tarde – Treino em loops e em super sprint. Treino de alta intensidade. Treino com partidas em 4 direcções distintas. Cada loop tinha 1 ou 2 pontos e depois Finish. No fim de cada loop o atleta regressava à partida em andamento lento (para descarregar chip) e iniciava novo loop na estação Start. Para os homens foram feitos 8 loops e para as mulheres / jovens 6 loops.



DIA 28 – 15.00 HORAS: Mapa do Facho 1/10000
Final: Partida para prova em linha, em distancia longa e com sistema de Chasing Start. Para a final A, a distancia foi de 7.8 km e para a final B a distancia foi de 6.1 km. Ganhou o que chegou primeiro ao Finish.



DIA 28 – 18.30 Horas: Mapa da Burinhosa 1/10000
Prova nocturna. Prova em linha que era facultativa. A prova foi de distância média 3.4 km.
Após jantar: Balanço do treino do dia e definição de objectivos para o dia seguinte. Debate.



DIA 29 – 10.00 Horas: Mapa de Pedreanes 1/10000
Treino de relocalização: O treino constou de um treino de relocalização a pares. Os mapas tinham círculos grandes e círculos pequenos, sendo que só os pequenos tinham o ponto de controlo. O mapa de um participante tinham os pontos com nº par e o outro tinham os pontos com o nº impar. O Objectivo foi de um atleta levar o companheiro até ao círculo grande e depois o companheiro tentar relocalizar-se e ir então até ao ponto de controlo (circulo pequeno). E assim sucessivamente. O percurso dos homens tinha 9.3 km e os das mulheres / jovens 6.9 km.

DIA 29 – 15.00 Horas: Mapa de Pederanes 1/10000
Sessão A: Estafeta a pares. Apuramento para a sessão B. O treino constou de uma estafeta a pares, cujo testemunho era o mapa. O ponto de transmissão era ao longo de um caminho longitudinal. Cada atleta tinha de fazer um só ponto de controlo de cada vez. Na ida um atleta fazia os pontos com bola vermelha que e o outro os pontos com bola a azul e no regresso era ao contrário. Os pontos estavam todos do mesmo lado do caminho.
O apuramento constou de duas estafetas (usando agora o outro lado do caminho) com o somatório dos tempos.
Sessão B: Final da Estafeta a pares. Partida em sistema de chasing Start. A vertente foi semelhante ao apuramento, mas aqui havia pontos de um e do outro lado do caminho. Ganhou a equipa que chegou primeiro ao Finish.
Após jantar: Balanço do treino do dia e definição de objectivos para o dia seguinte. Análise a pernadas a percursos de distancia longa (mapas estrangeiros).


DIA 30 – 10.00 Horas: Mapa do Facho 1/15000
Prova de distancia longa em mapa 1/15000. Partida em linha com intervalos de 2 minutos. A prova dos homens teve 9.2 km e a das mulheres e jovens teve 7.2 km.

As classificações das sessões que tiveram finais foram sendo divulgadas no OASIS.
Conclusão: De uma maneira geral o estágio foi altamente proveitoso, quer nos aspectos técnicos, físicos e psíquicos.
O Técnico estrangeiro é um conhecedor da modalidade e além da boa planificação do estágio, ajudou os nossos atletas no debate que entretanto foi havendo, embora no início esse debate não foi tão efectivo.
O Bruno Nazário foi uma mais valia, pois além de fazer a ligação do técnico estrangeiro ao grupo, também ajudou e incentivou ao debate, além de ter trabalhado no terreno.
No sentido construtivo e de modo a haver uma melhoria nos vários aspectos relacionados com este tipo de trabalho, foi feito um “ relatório balanço do estágio” que já foi enviado aos atletas do GAR e à Direcção do COC.

Próximo estágio do GAR COC: Dia 20 (noite), 21 e 22 de Março 2009.

Os responsáveis do GAR.
Albano João
Hélder Ferreira